sexta-feira, 7 de julho de 2017

"Orgia gay e drogas" Polícia do Vaticano acaba com festa, secretário de Cardeal progressista envolvido


Embora tenha acontecido há 2 meses, o escândalo chegou agora aos meios de comunicação social: A Gendarmeria Vaticana (a polícia do Estado do Vaticano) fez uma rusga a um apartamento no qual se deparou com uma "orgia gay" acompanhada de grandes quantidades de drogas, nomeadamente cocaína. 

Foi imediatamente detido o habitante do dito apartamento, e responsável pela "festa", Mons. Luigi Capozzi, de 49 anos. Mons. Capozzi é o secretário do Presidente do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, Cardeal Francesco Coccopalmerio. O Cardeal Coccoplamerio, de 79 anos, fez, no passado, declarações enaltecendo os aspectos positivos dos "casais" de pessoas do mesmo sexo, contra o que ensina o Catecismo. Mais recentemente, escreveu um livro no qual defende que a Amoris Laetita, a exortação apostólica do Papa Francisco sobre a Família, deve ser interpretada no sentido de permitir os sacramentos aos "divorciados recasados", algo que iria contra o que a Igreja defendeu nos últimos 2000 anos, em obediência ao que lhe ensinou Jesus Cristo.

O apartamento em questão faz parte do 'Palazzo del Sant'Uffizio', que se encontra fora dos muros do Vaticano. Por tal, a porta do Palácio escapa ao controle tanto da Guarda Suíça como da Gendarmeria. Isto permitia a entrada constante de pessoas estranhas àquele edifício, pessoas essas que se dirigiam invariavelmente ao apartamento em questão. Este entra e sai permanente incomodou os restantes habitantes, quase todos Cardeais ou Monsenhores que trabalham no Vaticano, e levou a que fossem feitas várias queixas junto da Gendarmeria.

Foram essas queixas que estiveram na origem da rusga feita ao apartamento, que foi executada apenas pela polícia vaticana, e não pela polícia italiana, porque o edifício é extra-territorial em relação ao território italiano.

Mons. Capozzi foi conduzido pela Gendarmeria a uma clínica de reabilitação, para lutar contra a toxicodependência, e está agora num longo retiro, algures em Itália, certamente para pensar na vida.

Convém relembrar que os seminários têm instruções claras para expulsar imediatamente qualquer seminarista que apresente tendências homossexuais, o que infelizmente nem sempre acontece. Por causa disso a imagem da Igreja fica manchada com os abusos sexuais de sacerdotes a rapazes adolescentes (os famosos casos de "pedofilia") e com escândalos como este que acontecem no coração da Igreja, a poucos metros de onde vive o Papa.

Rezemos pela pureza dos corações dos nossos sacerdotes.

João Silveira

Via: Senza Pagare

6 comentários:

  1. E vai ficar por isso mesmo, internação para desintoxicação e depois voltar a festinha????

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, o que será das ovelhas que buscam a Verdade de Cristo e se deparam com atitudes anticristãos como essa?? O quê pensar e onde fixar nossa fé?? Se os que mais estudaram sobre fé e a palavra de Deus, dão sinais de que Deus é uma farsa?? Bem isso pra esses homens que enganam a si mesmo, pois chegarå o dia que leremos a Palavra de Deus em nossos lares e falaremos diretamente com Deus, pois o homem não será digno de transmitir o que Deus deseja verdadeiramente. JESUS PERDĀO!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir